sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Para Pensar...

Quem conseguir dominar bem a defesa pessoal, jamais terá a necessidade de matar alguém.
(Imi Lichtenfeld)

Técnicas do Krav Magá

O Krav Maga não é uma outra escola de artes marciais!
É essencialmente um método moderno caracterizado por uma filosofia coerente e lógica que permite a aplicação das técnicas naturais, praticas e fáceis baseadas nos movimentos simples do corpo humano.

Por se aplicar a situações reais e adversas é um método ideal de autodefesa. Mas esta modalidade sem regras e limites não pode ser incluída na classificação de desporto de competição.

Pensar com simplicidade e agilidade são factores determinantes. A preocupação de eficácia sobrepõe-se às preocupações estéticas da maioria das artes de marciais. No caso do Krav Maga, é importante saber usar as técnicas base da defesa, em situações de necessidade absoluta.

Quando a vitima tiver completo domínio sobre si e das técnicas, pode usar esta arte para evitar desfechos mortais ou danos físicos irremediáveis no agressor.

O Krav Maga é composto por duas partes principais: a auto defesa e o combate corpo a corpo :

1. A autodefesa é a base da modalidade. São aplicadas as mais variadas técnicas que permitem à pessoa atacada evitar ser ferida ou dominada pelo atacante.

Esta parte inclui as defesas contra uma grande variedade de ataques, tais como o recurso a golpes de punho, pontapés, estrangulamentos e soluções contra ataques armados) com um bastão, uma faca, uma pistola, revólver ou granada).

Os praticantes aprendem a aplicar os princípios e as técnicas do Krav Maga em todas as situações, incluindo circunstâncias desfavoráveis e limitadoras da nossa liberdade de acção (em locais isolados, no escuro, em posição sentada, deitada, etc.).

2. O combate corpo a corpo constitui uma fase mais avançada do Krav Maga que ensina a forma de neutralizar rápida e eficazmente o adversário. Nesta fase adaptam-se todos aos métodos referidos no ponto anterior, para a fase de combate:

As técnicas, combinação de diferentes tipos de ataque, dimensão psicológica do combate e agressor, etc...

No que toca ao combate, os praticantes de Judo, Karaté, Taekwondo, Kung- Fu, Boxe Inglês, americano, etc... concordam que estas modalidades exigem muitos meses e muitos anos para atingir uma mestria mínima.

O inconveniente em cada uma destas modalidades é o regulamento de cada arte. De facto, os regulamentos foram introduzidos com a finalidade de proteger fisicamente os praticantes.

Desta forma, o praticante desta artes, nunca estará preparado para se proteger de golpes interditos. Os seus reflexos ficam também limitados em caso de ataque.

Por exemplo, se no judo é proibido bater, no Karaté interditam-se os golpes abaixo da cintura ou agarrar o adversário; no Taekwondo não se podem dar golpes de punho no rosto, e no Boxe Tha são proibidos golpes com a cabeça nem pôr os dedos nos olhos do atacante...

São exemplos de algumas interdições de cada um desses desportos marciais e que divergem da nossa modalidade.

No Krav Maga também há regras de segurança a respeitar pelo praticante e que lhe permitem atingir mais tarde um nível mais elevado. No entanto, tenta-se usar todos os movimentos naturais de ataque que podem ser usados pelos atacantes.

A simplicidade é determinante para conserva o máximo de possibilidades de sobreviver perante uma agressão física.

Os movimentos são simples, curto e mais rápidos, por isso também menos cansativos.

A disciplina mental e autocontrole são outros pontos treinados no Krav Maga. Podem ajudar a solucionar problemas através do diálogo e permitir-nos em último caso surpreender o adversário em situações de stress extremo.

Ainda assim, se os riscos de vida forem muito elevados, a fuga pode ser a melhor opção depois de se conseguir libertar do agressor.

A prioridade no Krav Maga é a segurança e a preservação da vida.

Não é preciso ter uma grande preparação física já que as técnicas do Krav Maga são naturais.

Relembramos que nesta arte não há competição porque também não há regras.

O Krav Maga usa o sistema de cintos que vão do amarelo (iniciado) ao negro (grau avançado).

Para praticar esta arte de autodefesa basta apenas uma T-Shirt branca, umas calças pretas e uns ténis...e claro, vontade em aprender!

Fonte: Artigo da Associação Portuguesa de Krav Magá

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Técnica de Desarme Frontal - 57seg



Técnica de desarme frontal contra arma leve, observe que o defensor tem a distância ideal para agir. Primeira preocupação é segurar a arma e sair da linha de tiro simultaneamente, só depois ataca e toma a arma.

Técnicas de Desarme - 1:38min



Variadas técnicas de desarme: faca, arma leve, bastão, etc. KRAV MAGA IDS ISRAELI DEFENSE SYSTEM IDS.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

domingo, 14 de outubro de 2007

Chute Boxe no Saco de Pancada - 3:11min



Treinamento básico de chute boxe no saco de pancada. O interessante deste video é observar os movimentos básicos de boxe e chute.

A Base do Boxe - Fundamentos - 2:19min



O boxe é uma das bases do Krav Magá para atender várias situações de combate. Observe neste vídeo as posições das mãos e das pernas. O golpe de boxe é usado para atingir o oponente a partir de uma distância média (mais ou menos 1 mt).

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Condicionamento Físico Puxado de Krav Magá - 3:36min



Treinamento puxado para condicionamento físico adaptado ao Krav Magá. Krav Maga Conditioning Class Sherman Oaks Training Center.

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Krav Magá Kobi - 2:10min



Demonstração em academia de Krav Magá no Brasil. Mestre Kobi.

Krav Maga Strasbourg - 2:13min



Demonstrações rápidas para o público. Tire o som do vídeo pois é muito ruim!

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Autodefesa ou Dar o Outro Lado da Face?

Parece haver uma grande confusão nos círculos cristãos com respeito à declaração do nosso Senhor em Mateus 5:39: “Eu, porém, vos digo: não resistais ao perverso; mas, a qualquer que te ferir na face direita, volta-lhe também a outra” (ARA). Muitos tomam esse versículo e reivindicam que não é correto, nem permitido, que um cristão se defenda, mas, antes, que ele deve ser passivo durante todo o tempo. À primeira vista parece que eles podem estar certos. Certamente parece que Cristo está ensinando o pacifismo aqui. Sim, mas é realmente isso?

LEIA MAIS: http://www.monergismo.com/textos/etica_crista/autodefesa_crocker.htm

A Lei Bíblica e a Auto-Defesa

“Se o ladrão for achado a minar, e for ferido, e morrer, o que o feriu não será culpado do sangue. Se o sol houver saído sobre ele, será culpado do sangue...” (Êxodo 22:2-3, ARC)

É importante notar que o caso apresentado aqui, de um ladrão detido, envolve o derramamento de sangue. Portanto, essa jurisprudência é uma aplicação da justiça do Sexto Mandamento: “Não matarás”. Consequentemente, a lei bíblica da autodefesa nos autoriza a defendermos nossas vidas contra os ímpios que odeiam a Deus, sua lei, e a vida do seu próximo. Podemos assumir que aqueles que nos ameaçam com danos corporais ou armas desprezam a vida que Deus nos deu, e, portanto, podemos nos defender contra tal mal até mesmo ao ponto de matar o assaltante.

LEIA MAIS: http://www.monergismo.com/textos/etica_crista/lei_biblica_autodefesa_einwechter.htm